Formação de professores no Brasil : o que precisa ser repensado no modelo atual?
Dezembro | 2019

Por Angélica Weise

Quando se fala em educação no Brasil é difícil não mensurar os desafios que ela enfrenta. São diversos. Manter jovens na escola e elevar o salário dos professores são algumas das sugestões de muitos especialistas da área.

Porém, o que é desafio versus o que pode ser feito no momento é a grande questão. É preciso também questionar as falhas na formação que esses profissionais recebem nos cursos de Pedagogia, das universidades e faculdades brasileiras. Ou seja, a formação de professores no Brasil precisa ser aperfeiçoada.

Junto a essa questão, vemos também um novo sistema educacional que está sendo formado na explosão da educação a distância, dos cursos online, na aprendizagem no local de trabalho, na educação de adultos, nos centros de aprendizagem, nos ambientes digitais de aprendizagem, em comunidades da web, em certificação técnica etc. Por isso, a reflexão sobre a formação de professores no Brasil é tão oportuna.

Mudanças frente a formação de professores no Brasil

A digitalização está mudando profundamente a maneira como os alunos aprendem. Os tempos, lugares, ritmos e conteúdo da aprendizagem foram completamente revolucionados. A decisão sobre como deve ser a formação de professores gera impacto. Para muitos especialistas, os cursos ainda estão bastante distantes da realidade da sala de aula.

De alguns anos para cá, houve sim alguns avanços. Porém alguns problemas continuam fazendo parte da realidade da educação brasileira: atraso na aprendizagem, abandono escolar e incompatibilidade com boas práticas internacionais parecem não ter solução.

Problemas da formação de professores no Brasil

O intuito desse texto não é apenas apontar o dedo para os erros, porém mostrar também saídas, e contribuir com reflexões que são extremamente necessárias neste cenário. Algo recorrente de ex-alunos sobre a formação de professores nas universidades são as seguintes questões:

  1. Muita teoria, pouca prática: essa questão é apontada como um dos maiores problemas na formação de professores no país: a articulação entre teoria e prática. Mais estágio e experiência para realmente sentir o que espera o professor na sala de aula.
  2. Perde-se tempo com questões desnecessárias: ex-alunos também demostram insatisfação quando o assunto é o ensino de conteúdo totalmente desnecessário, e muitos vezes fora da realidade atual.
  3. Novas metodologias, uso de tecnologia e avaliação: conforme muitos ex-alunos, há formadores fechados, achando que ainda cabe ensinar dentro do modelo que aprenderam. É difícil para muitos professores compreenderem que a formação também deve incorporar a tecnologia e as novas linguagens no ensino dos alunos.

Neste sentido é necessário que a formação para os futuros professores contemple questões que estejam alinhadas àquelas encontradas na sala de aula. Nem tudo o que se vê na universidade é encontrado na realidade da sala de aula.

Justamente por isso é que a formação dos professores está entre os itens que constam no Compromisso Nacional pela Educação Básica.

Este documento foi apresentado pelo Ministério da Educação (MEC) como um plano de ação na educação básica, que vai da educação infantil ao ensino médio.

Importância da tecnologia no ensino de educação

Quando se fala de reformulação na formação de professores precisamos refletir sobre a importância da tecnologia na educação, e porque tanto reiterar sobre essa questão? Vamos para algumas análises que devem ser trabalhadas e exigidas na formação de professores no Brasil.


Pensamento crítico e resolução de problemas

Ambientes de vida e trabalho cada vez mais complexos exigem um nível mais alto de pensamento crítico e uma alta capacidade para resolver problemas . A tecnologia oferece novas ferramentas para se comunicar e colaborar em todas as áreas geográficas e em todas as disciplinas. Aqueles que conseguirem ser criativos e inovadores nesse ambiente certamente serão muito apreciados.

 Análise e discernimento

A abundância de informações da mídia e fontes cada vez menos autorizadas podem causar confusão em todas as áreas. Pessoas bem-sucedidas serão capazes de filtrar informações reais e identificar o que é relevante, discernir opiniões de fatos, processar grandes quantidades de dados e analisá-las com um olhar crítico.

Flexibilidade e adaptabilidade

A tecnologia permite o desenvolvimento e a rápida disseminação de novas idéias e novas formas de fazer negócios. A flexibilidade e capacidade de se adaptar rapidamente a um mundo em mudança será crucial. A resolução de novos problemas requer auto-motivação, cálculo de riscos e compreensão dos aspectos sociais e culturais de todo o mundo .

Usar as ferramentas certas

Falamos da tecnologia e sua importância na educação. Só que professores precisam reconhecer o seu uso e importância. Muitas dessas ferramentas auxiliem no dia a dia. Uma delas é a Prova Rápida.

É uma plataforma web para gestão, elaboração e correção de provas. São inúmeras as vantagens desta ferramenta. Primeiro, o tempo que você vai economizar. E mais, você elimina a chance de erro causada por correção humana. O que pode ocorrer principalmente quando o professor está diante de uma rotina cansativa e exausta.

Através do Prova Rápida,  terá acompanhamento dos resultados de um aluno. Você pode acessar de qualquer lugar. Além de ajudar na correção, essa ferramenta também permite a criação de um banco de questões.

E você professor? Qual a sua opinião a respeito? Como foi sua formação?

Tags:
prova rápida
formação de professores
educação no Brasil