Cola durante as provas escolares? Confira 3 dicas de como evitar!
Julho | 2019

Por Angélica Weise

Muitos professores tentam usar inúmeros artifícios para evitar a temida ‘cola’ durante as provas escolares. Mas essa atitude ainda continua em alta em muitas escolas. A vontade de colar do colega, mostra a vulnerabilidade de muitos alunos e o medo de ser reprovado. Mas isso pode atrapalhar a sua trajetória escolar, muito mais do que ele imagina.

Quase todos os pais confiam que seus filhos vão aproveitar bem a escola. Mas, infelizmente, muitos deles colam. Mas por que alguns alunos recorrem a cola? E por que essa prática deve ser evitada?

Reflexão a respeito da cópia

É fato que os estudantes estão sob grande pressão quando chega o período das provas. Isso é ainda maior se eles não estiverem preparados para realizar os exames. O medo da reprovação, faz com que procurem maneiras de ser aprovado na prova, e então recorrem a cola!

O problema/questionamento vai além. É preciso sim pensar nas avaliações e porque este aluno não estudou. O que a matéria também tem a dizer sobre o aluno! Reflexões essas que deveriam ser discutidas abertamente na sala de aula. Não é necessário que o aluno se sinta obrigado a ser aprovado, ele precisa compreender como pode aplicar o que aprendeu na sala de aula para a vida!

De fato muitos professores sabem que os seus alunos colam, e tentam mesmo assim criar formas e táticas para inibir esse ato. Sabem inclusive que isso demanda tempo, vigilância, preparação de diferentes provas, separação de alunos, entre outras atitudes. Na sala de aula fazem o que conseguem.

Os profissionais de educação buscam reverter essa tendência alarmante de copiar, mas não é uma tarefa fácil. Afinal, nem os alunos nem os professores concordam com essa atitude. 

Por exemplo, quando o trabalho em grupo é feito, a diferença entre cooperação honesta e cumplicidade maliciosa pode não ser tão clara. E há aqueles que aproveitam o trabalho em equipe para deixar que os outros façam tudo. No final, eles obtêm as mesmas qualificações que os outros. 

Por que eles fazem isso?

Na prática, o principal motivo para colar é a falta de preparo. Há também aqueles que chegam à conclusão de que não têm outra escolha, forçados pelo ambiente competitivo que reina em seu centro de estudo ou pelo quanto seus pais esperam deles. 

Para alguns, a pressão constante para obter notas altas os induz a colar. De fato algo não está correto, em um sistema onde a pressão para obter boas notas é tão grande que muitas vezes substitui a satisfação de aprender, às vezes até às custas da honestidade, algo precisa ser repensado. 

3 dicas que podem contribuir para não ocorrer a cola durante as provas escolares

1. Utilizar a tecnologia a favor

Nem sempre é fácil evitar a cola durante as provas. Muitos professores inclusive se sentem fracassados, quando perdem um tempo elaborando a prova, e depois percebem que simplesmente alguns alunos colaram a prova. Isso também tira o mérito daqueles que se dedicaram e estudaram para o exame.

Porém, com a ajuda da tecnologia, é possível evitar a cola durante as provas. Que tal pode contar com a ajuda de um software de gestão de provas? Com certeza é ótimo porque oferece todos os recursos. E mais, as chances de ter resultados fidedignos dos estudantes são mais significativas. Há ferramentas que fazem o embaralhamento de questões, o que dificulta e muito a cola, e claro, acaba sendo uma ajuda e tanto para os professores. Sem perda de tempo e ainda, otimização! 

2. Faça tarefas a prova de cola

Outra maneira é realizar provas que exigem análise, reflexão, resolução de problemas, interpretação. Mas claro que isso depende muito da matéria que leciona. Mas é interessante pensar em outras formas de avaliar o aluno. Até porque sabemos que a quantidade de alunos que cola é muito maior aos flagrados, levando a punição apenas dos alunos mais descuidados.

Inclusive, você pode desenvolver questões que necessitem de diferentes pontos de vista ou uma análise mais aprofundada de dados e informações. Ou ainda, imprimir provas diferentes aos alunos, mas isso demanda atenção e tempo do professor na hora de corrigir.

3. Conversa aberta com os alunos

É válido conversar com os alunos sobre o sentido das provas e de como você pretende "fechar" as notas. Claro que cada escola tem o seu mecanismo, mas nessa hora é interessante abordar isso em sala de aula, para que os alunos não se sintam pressionados, mas que também compreendem a importância que tem a avaliação.

Além da conversa aberta com os alunos, você sabia que pode contar com ajuda de tecnologia até mesmo para corrigir provas? E não somente isso. Uma ferramenta que possa auxiliar você na elaboração de provas? Sim! A Prova Rápida é este recurso que ajuda na rotina do professor. Quem conhece, usa e recomenda.

 Prova Rápida é uma plataforma web para gestão, elaboração e correção de provas. São inúmeras as vantagens da versão gratuita desta ferramenta do qual o professor faz cadastros de instituições e turmas, utilizando provas de diversas instituições.

Com essa ferramenta você poderá mudar a ordem das questões e alternativas, para as provas objetivas. A Prova Rápida cria provas com embaralhamento das questões, isso dificulta a cola em provas.

É possível criar o seu próprio banco de questões, inserindo questões próprias, gerar avaliações com diagramação automática, gerar folhas de gabarito e armazenar todas as suas avaliações de forma segura na nuvem podendo acessá-las quando quiser. Cadastre-se gratuitamente!

 

 

Tags:
cola nas provas
prova rápida
alunos
sala de aula